Monumento vivo de ação de graças a Deus, rico em misericórdia, pelo pontificado de João Paulo II

O Papa João Paulo II assinou a 31 de março de 2005 uma carta destinada a ser lida no Domingo da Divina Misericórdia no Santuário de Łagiewniki. Nessa carta escreveu: «Alegra-me saber que neste domingo se inicia no Santuário a adoração perpétua ao Santíssimo Sacramento.Nada como a presença eucarística do Senhor torna presente a obra da misericórdia feita pela Cruz e pela Ressurreição”.

Por isso pedimos que, no Ano da Eucaristia e no centésimo aniversário do nascimento da Irmã Faustina, se faça adoração perpétua, isto é, que dura 24 horas por dia durante todos os dias do ano (à exceção de Sexta-feira Santa), um monumento vivo de ação de graças a Deus, rico em misericórdia, pelo pontificado de João Paulo II. Pode declarar a sua disponibilidade para a oração pessoalmente no Santuário da Divina Misericórdia, por telefone ou pela internet. 

Desejamo-nos dirigir de forma particular às pessoas jovens, tão próximas do Santo Padre. Que a nossa presença junto de Cristo Eucarístico nos ensine a ser verdadeiras testemunhas da misericórdia e renove a face de toda a terra!

Curador do Santuário da Divina Misericórdia